SR83
Filme visto em: 23 de julho de 2014 | CINEMARK SHOPPING SANTA CRUZ

SINOPSE

Em 1945, Don Corleone é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores, em troca de favores futuros. Com a chegada das  drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael, um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.


SR83BCRÍTICA RENEGADA

Avaaaaaante Renegados, tudo beleza?

Hoje o Bob não está, pois eu fiz uma proposta que ele não pôde recusar para poder falar do meu filme favorito: O PODEROSO CHEFÃO.

Quando eu li a notícia de que o Cinemark traria para as telas do cinema “O Poderoso Chefão” confesso que meu coração parou por alguns segundos. Simplesmente esse é o meu filme favorito, já assisti mais de 30 vezes (literalmente), lógico que nenhuma no cinema. Mas vamos falar do filme em si e não do quanto eu sou fã.

Tudo começa no casamento da filha de Don Corleone, onde Vito Corleone recebe alguns amigos em particular para atender alguns pedidos, afinal, um siciliano não poder negar um pedido no dia do casamento de sua filha. Aparentemente é uma cena simples, mas é nesse momento que você começa a entrar no universo de Mario Puzo. Com pequenos acontecimentos durante a festa você vai entendendo como funciona a máfia italiana, suas tradições, seus integrantes e principalmente conhece a mente de VITO CORLEONE, o Padrinho.

Uma pessoa descuidada diria que esse é apenas um filme sobre máfia. E pra essa pessoa eu diria: Vai pro Inferno.

O Poderoso chefão é um filme sobre família, sobre lealdade e até mesmo sobre transformação. Francis Coppola conseguiu levar para o cinema o livro de Mario Puzo com maestria. Tudo bem que o próprio autor esteve presente no roteiro, mas mesmo assim o filme é muito fiel a obra original. Tudo está perfeito: os atores, as cenas, figurino e até mesmo os easter eggs do flme. Quando forem assistir, reparem com um pouco mais de cuidado quando aparecer uma laranja ou até mesmo uma lata de azeite.

É um filme completo: Tem drama, comédia, amor, sexo, violência, morte e reviravoltas. Tudo acontecendo em um timing perfeito que vai te deixar pasmo ao ver pela primeira vez. Confesso que ter visto no cinema foi como um sonho realizado.  Ver Michael Corleone tomando as rédeas da família e chutando bundas foi espetacular em uma tela hiper gigante.

OBRIGADO CINEMARK!!!!

Curiosidades:

* O Filme foi filmado em 6 meses mas Marlon Brando filmou toda sua participação nos primeiros 35 dias.
* George Lucas foi sócio indireto de Coppola na produção do filme, mas fez questão de não aparecer nos créditos.
* Coppola queria que Martin Scorcese dirigisse a continuação e não ele.
* O diretor insistiu que o filme deveria se chamar Mario Puzo’s The Godfather, porque o filme era tão fiel ao livro que ele achou que o autor merecia receber os créditos.
* Talia Shire que interpreta Connie, é a mesma atriz que interpretou Adrian, esposa de Silvester Stallone em Rocky. Ela também é irmã de Francis Coppola.
* Silvester Stallone inclusive fez teste para ser um dos capagangas dos Corleone, mas não foi aprovado.
* Por ameaça de um dos chefes da Mafia nos EUA, Joe Colombo, as expressões Máfia e Cosa Nostra não são usadas no primeiro filme.
* Marlon Brando e Robert de Niro são os unicos atores a ganharem o oscar interpretando o mesmo personagem: Vito Corleone.
Para terminar acho esse filme mostra que uma pessoa pode se transformar em outra. Tudo depende da situação em que ela se encontra.

E Vito Corleone será eterno.

NOTA: icon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clap

Direção: Francis Ford Coppola
Elenco: Marlon Brando, Al Pacino, James Caan, Robert Duvall, Diane Keaton, Richard S. Castellano, John Cazale, Talia Shire, Abe Vigoda
Roteiro: Mario Puzo, Francis Ford Coppola
Produção: Albert S. Ruddy
Edição: William H. Reynolds, Peter Zinner
Fotografia: Gordon Willis
Trilha Sonora: Nino Rota, Carmine Coppola
Gênero: Drama
País: Estados Unidos
Duração: 175 min
Ano: 1972
Estúdio: Paramount Pictures



Não se esqueçam de comentarem, compartilharem
e o que vocês quiserem! Até mais!

ASSMIKE

Facebook: Mike / Twitter: @viciadoemler

  • Miho

    Best Trilogia Ever

  • Concordo com a Miho, e a resenha ta ótima Mike, sei o que esse filme significa pra gente que é pirado em filme de máfia e tal, e como fã do Scorsese fico aqui imaginando o que seria esse filme na mão dele rsrs acho que seria tão genial quanto mas de forma diferente, mas nesse caso prefiro assim do jeitinho que está!