SR65

Filme revisto em: 07 de Março de 2014 | UCI Jardim Sul

SINOPSE

Após a morte do pai, Xerxes (Rodrigo Santoro) dá início a uma jornada de vingança e ruma em direção à Grécia, com seu exército sendo liderado por Artemisia (Eva Green). Enquanto os 300 espartanos liderados por Leonidas tantam combater o Deus-Rei, os exércitos do resto da Grécia se unem para uma batalha com as tropas de Artemisia no mar. Themistocles (Sullivan Stapleton) é o responsável por liderar os gregos.

SR65BCRÍTICA RENEGADA

E ae pessoas!!! Blz? Lembro muito bem da minha reação depois de assistir o 300 em 2006, Leonidas e seus 300 melhores guerreiros indo para as Termópilas enfrentar o poderoso e exótico exercito de Xerxes e seu tenebroso final trágico. Todas as falas do lider Espartano são lembradas até hoje, conheci atores fantásticos como Michael Fassbender e Lena Headey e a fotografia inteira do filme eram praticamente quadrinhos tirados da bela Graphic Novel do Frank Miller. Tudo isso assinado com a direção do bacana Zack Snyder. Porém, quase 8 anos depois, somos apresentados para a continuação… bem, não é bem uma continuação, apenas uma história paralela a principal, que na boa, poderia ter saído direto para o DVD. Não tem o mesmo carisma do primeiro filme, a não ser a presença de alguns personagens do antigo filme. Xerxes, que pelos trailers aparenta ser o personagem principal, é muito mal aproveitado e é totalmente sem brilho ou vida no filme. A Rainha Gorgo tem uma participação tão.. bizarra, rs. O Fato dela sair matando geral é tão forçado, o que acabou desanimando também. Themistocles, definitivamente, não tem carisma e nem chega aos pés de Leonidas. Apesar que no filme te forçam a ideia dele ser o cara fundamental, o cara que resolve tudo e que matou o pai do Xerxes, Dario I, não o torna um personagem carismático. Quanto ao filme em si, os flashbacks e narrações acabam ficando cansativas e desmotivadoras. Até você começar a se ligar que uma parte foi antes, durante e depois do 300 original,  você acaba achando tudo meio que “Blá”. Nem as belas cenas de batalha no 3D e todo o sangue derrubado durante o filme salva. Só uma pessoa que teve uma pequena chance de salvar o filme:  a Linda e exótica Eva Green como Artemisia. Ela conseguiu construir uma vilã interessante e realmente temida,  além do olhar fulminante e beleza peculiar. Todos sabemos que por causa dela que o Xerxes se torna o temível Deus – Rei, porém acabou sendo pouco para melhorar o filme. Finalizando, ficou curioso para ver o filme? fique a vontade, mas vá pelo menos no dia da promoção, afinal é um filme muito fraco e dispensável. Infelizmente. #Capitão Planeta

NOTA: icon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clap

Direção: Noam Murro
Elenco: Andrew Pleavin, Andrew Tiernan, Ashraf Barhom, Ben Turner, Callan Mulvey, Christopher Sciueref, Evan Green, George Georgiou, Jack O’Connell, Mark Killeen, Peter Ferdinando, Rodrigo Santoro, Steven Cree, Sullivan Stapleton, Trayan Milenov-Troy, Yigal Naor
Produção: Bernie Goldmann, Deborah Snyder, Gianni Nunnari, Mark Canton, Thomas Tull, Zack Snyder
Edição: Eric Zumbrunnen, Jeff Buchanan
Fotografia: Simon Duggan
Gênero: Ação
País: EUA
Duração: 103 min.
Ano: 2013
Estúdio: Atmosphere Entertainment MM / Cruel & Unusual Films / Hollywood Gang Productions / Legendary Pictures / Warner Bros. Pictures
Classificação: 16 anos

Não se esqueçam de comentarem, compartilharem e o que vocês quiserem! Até mais!

ASSBob