SR64

Filme revisto em: 17 de Fevereiro de 2014 | UCI Jardim Sul

SINOPSE

Theodore Twombly (Joaquin Phoenix) é um homem complexo e emotivo que trabalha escrevendo cartas pessoais e tocantes para outras pessoas. Com o coração partido após o final de um relacionamento, ele começa a ficar intrigado com um novo e avançado sistema operacional que promete ser uma entidade intuitiva e única. Ao iniciá-lo, ele tem o prazer de conhecer “Samantha”, uma voz feminina perspicaz, sensível e surpreendentemente engraçada. A medida em que as necessidades dela aumentam junto com as dele, a amizade dos dois se aprofunda em um eventual amor um pelo outro. ELA é uma história de amor original que explora a natureza evolutiva — e os riscos — da intimidade no mundo moderno.

CRÍTICA RENEGADA

E ae pessoas!!! Blz? Para alguns podem parecer um absurdo um ser humano ter uma relação com um computador/ software (Ta.. os japoneses já fizeram isso), porém o que é mostrado no filme vai além. O que é mostrado no filme é de uma simplicidade e sutileza que acaba cativando e você entende a motivação de Theodore para ter esse tipo de relação com Samantha. Deixa eu tentar ilustrar um pouco: é como o seu sistema operacional que você usa do seu PC particular começasse a conversar diretamente com você, como se uma pessoa… alias.. não só uma pessoa, uma amiga. Uma amiga (o)  que poderia te ajudar de uma forma com todas as suas coisas, que você acabaria tendo um certo carinho afetivo por ela. E esse sistema operacional funcionaria como uma pessoa literalmente a ponto de realmente conversar com você. Conversar e mostrar o ponto de vista dela, sem parecer algo automático ou forçado, mas natural, como uma pessoa interessante que você acaba de conhecer. As sacadas de “Samantha” ( Scarlett Johansson, sensacional) é de uma naturalidade que assusta, pelo fato de não termos algo “ainda” desse jeito. Joaquin Phoenix também está muito bem nesse filme, o fato dele interpretar com a “voz” de Samantha, suas reações e frustrações, vão mostrando o quanto solitário é o personagem Theodore.  O Visual Retrô/HighTech da sociedade relatada no filme também é interessante. Finalizando, o filme deve já ter saído de cartaz nos principais cinemas, mas se tiver curiosidade, ainda deve ter cópias por ai. Ah, e um filme sobre comportamento humano, talvez você não poderá concordar com o final dele e realmente mereceu o Oscar de Melhor Roteiro Original. #AVANTE

NOTA: icon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clapicon_pubjoe_clap

Direção: Spike Jonze
Elenco: Amy Adams, Artt Butler, Bill Hader, Brian Johnson, Chris Pratt, Dane White, David Azar, Dr. Guy Lewis, Evelyn Edwards, Gracie Prewitt, James Ozasky, Joaquin Phoenix, Kristen Wiig, Luka Jones, Matt Letscher, May Lindstrom, Melanie Seacat, Nicole Grother, Olivia Wilde, Pramod Kumar, Rooney Mara, Samantha Sarakanti, Scarlett Johansson, Steve Zissis
Roteiro: Spike Jonze
Produção: Megan Ellison, Spike Jonze, Vincent Landay
Edição: Eric Zumbrunnen, Jeff Buchanan
Trilha Sonora: Owen Pallett
Fotografia: Hoyte Van Hoytema
Gênero: Comédia Dramática
País: EUA
Duração: 126 min.
Ano: 2013
Estúdio: Annapurna Pictures
Classificação: 14 anos

Não se esqueçam de comentarem, compartilharem e o que vocês quiserem! Até mais!

ASSBob

  • PQP, que filme sensacional. Ao assisti-lo, tive uma experiencia única e surpreendente, cheio de sentimentos e emoções…
    Eu dou nota 10/10 para esse filme.

    – Não é por que é virtual que não é real.

    • Alessandro Bob

      Porra Michelin… não teria Frase melhor!!! é isso msm man!!
      Valeu pelo comments!!

  • Eu quero muito ver esse filme, Bob. Não estreou aqui na REGIÃO, acredita? :'( Bom, pra não morrer de vontade, baixei o roteiro do filme e li. E que roteiro lindo ♥ Estou louca pra ver na tela do cinema. Que final, hein?

    Amei a música tema, acho que devia ter ganhado também. Gostei muito de Frozen, mas Moon Song é uma coisa assim, muito amor. :))))

    Beijo!

    • Alessandro Bob

      Vale a pena sim Quel…. Mto bom mesmo… acho q vai sair do cinema já… infelizmente!!
      valeu pelo Comments!!!

  • Muito bom mesmo, Bob. Este filme é realmente sensacional e a relação de Theodore e Samantha, embora virtual, tem muito do que toda relação tem. Destaque para as ótimas atuações do Joaquin Phoenix, Scarlett Johansson e Amy Adams (que está bem melhor que em Trapaça, a meu ver).

    Uma coisa que eu achei genial (ok, talvez eu tenha visto coisas onde não haviam, mas pra mim funcionou assim) foi aquele futuro altamente tecnológico onde as pessoas se vestem como nos anos 50. Eu achei de uma sutileza ímpar e para mim foi algo como: as relações humanas e a busca pelo “par perfeito” são atemporais. Pode ser que não fosse essa a intenção, mas foi como um bônus para mim.

    Ótimos comentários e, realmente, Oscar merecido para o filme.