DSC06507

Well, nem sei como alguém pode ler isso, mas vamos ao que importa….

Acordei vazia (não de fome), mas sim vazia e cansada dos pontos e vírgulas que me consomem.
Eu nunca consegui explicar o buraco que foi feito, e como ele me confunde.

Acordei desanimada, com a luz forte no rosto, o corpo gelado, nu. Desviei o olhar da luz vinda da janela e pude ver meus dedos jogados pra fora do colchão. Minha liberdade me destruindo. É estranho, esses corpos se movimentando com tanta grandeza enquanto eu me sinto em velocidade abstrata. Ando por ai com a minha velocidade abstrata, sentindo o sopro do vento gelado entre os meus cabelos, me contando as mentiras dessa existência. Contando-me sobre existir num espaço de tempo, um espaço de tempo contado. Existir na contagem regressiva de não mais existir. Existir na contagem de um tempo que não existe.

1620339_10202289712497072_419694166_n

O sopro gelado do vento me fez refletir sobre a existência do meu vazio, porque se chama vazio, mas dentro desse meu vazio eu guardo tanta coisa. Dentro do meu vazio existe mais do que de dentro do que está cheio. Esse vazio é tão mais infinito e incolor. Dentro dos meus olhos vazios existem coisas que você jamais poderá ver, um mar inteiro de imensidões que as vezes são desconhecidas até por mim. Dentro dos meus olhos vazios se você não entender, não digo nada a respeito.

Também pode ser que o que você tenha visto possa ser uma ilusão. Pra que ter dente, se sorrir não é verdade pra quem sofre. Enquanto correm dos loucos, eu tento me manter sendo uma. Eu perco a sanidade para não tentar só existir. Minha liberdade é abstrata. Perdida num espaço ilusório, de faz-de-conta, contraditório; Onde a liberdade de cada um que aprisiona. Minha liberdade não vem da alma, por ela estar presa na escuridão ou na luz, enquanto eu não quero que ela esteja em nenhuma das duas. Minha liberdade perdeu o paladar e não sente mais nada…

Well… Espero que tenham gostado (ou não), nos vemos na próxima e ainda espero que vocês deem opiniões sobre os temas viu?!

ASS

  • Quem nunca teve uma crise existencial que atire a primeira pedra =)

  • Sadic escreve muito bem má oieeeeeeeeeeeeeeeeee

  • Sadic

    Brubs rs não é bem uma crise existencial 😛
    Silvio má oieeeeeeeeeeeee que nada hahaahaa