Vitrine_Post_OISE_MENINASVSMULHERES

Num dia qualquer enquanto eu estava vendo as coisitchas das internets me deparei com um texto falando sobre mulheres (sim, mulheres), tive uma enorme surpresa sobre as “definições” de mulher de verdade e menininhas com fraldas, era algo totalmente oposto do eu penso.

Sabemos que as mulheres têm um certo poder. Embora a mídia só esteja mostrando isso agora, no fundo, todos nós sabemos que as mulheres são, de uma certa forma, seres estranhos e em alguns casos superiores. Mas não todas. Você provavelmente conhece várias menininhas com fraldas e algumas mulheres de verdade mas não muitas, porque elas são consideravelmente difíceis de se achar.
No meu ponto de vista há uma diferença gritante entre essas duas espécies, começando pelas menininhas…

img 1 (1)

Elas acham que ser gostosa basta;

São manipuladoras e mimadas;
Precisam apelar para serem percebidas, colocam decote, silicone, botox, mini-short (leia-se saem de calcinha) , chapinha e maquiagem em excesso, em excesso mesmo a ponto de você ir dar um oi e metade da cara dela ficar na sua roupa;
Não refletem sobre o que querem da vida, na verdade elas não refletem quase nada.

Acham que o homem tem que fazer 90% do trabalho no sexo;
Não atendem o telefone pra se fazerem de difícil ;
Seu lugar preferido no mundo são as baladas – porque elas não conseguem segurar a onda de ficar sozinha um pouco, precisam sempre de gente pra tampar o vazio interno;
Fazem você parecer uma chata (o) quando quer discutir sobre um filme, um livro, música ou qualquer coisa que fuja do assunto: academia/novela/BBB/balada.
Falam muito e fazem pouco ;
Não valorizam quem gosta delas de verdade e sempre procuram os cafajestes, depois reclamam que homem nenhum presta;
Não têm opinião própria – funcionam sempre na base do “você que sabe”, “tanto faz”.
Têm poucas ou nenhuma ambição na vida;
Reparam mais no carro do que em quem está dentro;
Reparam mais na roupa do que em que a está vestindo.
Se intitulam livres, mas vivem aprisionadas em uma exterioridade plástica e artificial;

Menininhas são extremamente patéticas, tentam tanto e desesperadamente ser o centro das atenções que acabam ficando totalmente sem graça e vulgar.
Diferente das mulheres de verdade.

img 2

Deusas gregas não precisam se exibir com decotes extremos e afins porque sabem do seu potencial e chamam atenção naturalmente

Entendem que charme vale mais do que qualquer artifício;
Têm atitude: se estiverem afim, vão ligar. Se quiserem transar, vão transar. Sem medo de rótulos que podem receber;
Sabem reconhecer que um bom vinho e uma boa companhia valem mais que qualquer balada;
Sabem que é muito melhor “escolher” do que “ser escolhida”;
Sabem que é muito melhor um corpo com defeitos, porém natural, do que um moldado e totalmente plástico;
Reconhecem que os pequenos gestos que valem mais do que presentes;
Têm consciência do efeito de encantamento que produzem nas pessoas;
Conseguem se arrumar pra sair em menos de meia hora;
Não entram no joguinhos de conquista porque não estão interessadas em pessoas que ainda gostam desse tipo de brincadeira.
Sempre surpreendem no sexo – sabem muito mais do que aparentam saber;
São realizadas no sexo porque dizem o que e como gostam;
Não se sentem ofendidas em pagar a conta e entendem que isso é um ato de gentileza como qualquer outro;
Não têm frescuras: topam viajar pra lugares onde não poderão usar chapinha, valorizam um bom buteco, não fazem escanda-lo por causa de um insetinho 1000 vezes menor que ela.

Diferenças gritantes entre elas, me sinto muito decepcionada por hoje em dia não termos a mesma facilidade em achar mais mulheres Deusas com a mesma facilidade que encontramos as Menininhas com fraldas…. Parece que elas estão dominando o espaço e parece também que os homens estão ficando cada vez mais burros e levando mais em conta a gostosura do corpo do que a gostosura da mente.

ASS

  • D.

    Eu vejo peitos!