Vitrine_Post_JR_27CLUB

Avante renegados!

No jukebox de hoje, eu ponderei bastante sobre o que falar. Afinal estamos próximos a uma data importante no mundo da música. Sobretudo o Rock and Roll. Esta semana o nosso tão conhecido Kurt Cobain, completaria 47 anos se não tivesse tragicamente acabado com a própria vida em 1994. Kurt foi um revolucionário a sua própria maneira trazendo ao conhecimento do mundo o famigerado estilo Grunge e fazendo a cabeça de milhões de jovens mundo afora. Não vou falar sobre sua vida ou sobre o Nirvana, até por que acho que isso merece um cast inteiro. Mas vou aproveitar a oportunidade para falar um pouco sobre e homenagear o Clube dos 27, que significou muito para a música e influenciou não só fãs mas outros músicos que hoje já são considerados lendários.

Pra quem não sabe o Clube dos 27 é uma estranha superstição/maldição/seja lá o que for, onde um artista de grande sucesso devido a vícios ou outros problemas acaba passando desta para uma melhor com seus tenros 27 anos de idade. Uma anomalia rara? Nem tanto… Pura coincidência? Talvez… mas o que importa é que integrando o clube dos 27, temos verdadeiros ícones que mudaram o mundo da música em seu tempo.

James Marshall “JimiHendrix, foi na opinião deste, o maior guitarrista de que se tem notícia. Hendrix revolucionou o método de tocar guitarra elétrica com uma habilidade e naturalidade e até mesmo ferocidade que o tornavam único. Começando em uma banda chamada The Blue Flames, Hendrix fez contatos que o levariam para Inglaterra, onde conquistaria o respeito dos ingleses e a atenção de grandes produtores. De volta aos estados unidos o cara tornou-se o um dos principais astros dos anos 60, com cenas icônicas como atear fogo na guitarra ou quebra-la com pancadas no chão ao fim de uma apresentação. Infelizmente teve sua carreira terminada bruscamente com uma trágica morte em 1970, após passar mal no apartamento, asfixiou-se com o próprio vômito. Idade: 27 anos.

Janis Lyn Joplin, Foi considerada também nos anos 60 a rainha do rock and roll. Tinha aquela voz rouca extremamente característica como assinatura e passava com a sua aparência duas imagens: Liberdade e Diversão. Janis possuía muita influência do Blues em sua música. É possível notar isso nas mais lentas, que na minha opinião são as melhores. Ouçam Piece Of My Heart enquanto leem isso, que vão entender o que digo. O Brasil ama Janis Joplin, ainda mais depois da bagunça que ela fez quando esteve aqui tentando se livrar do vício de heroína. Nadou pelada no Copacabana Palace, pra mais! Simplesmente Épico. Outra grande perda em 1970 quando foi encontrada morta em seu apartamento por overdose de Heroína misturada ao álcool. Idade: 27 anos.

James “Jim” Douglas Morrison, completa o trio dos J. Também ícone dos anos 60, foi vocalista de uma das bandas mais tradicionais e icônicas deste mundo, o The Doors. Quem diria que o filho de um Almirante americano se tornaria um astro mundialmente famoso e cultuado do Rock? Morrison era acima de tudo um poeta. Levou uma vida de liberdade quase como um mochileiro pela Califórnia após ter se formado em cinema. Após se encontrar com um antigo amigo Ray Manzarek e mostrar alguns de seus trabalhos poéticos, por que não formar uma banda? (que viria a ser uma das melhores desta galáxia) The Doors nasceu então abrindo caminho no Rock Psicodélico, Blues e hard. Outra carreira abreviada, desta vez em 1971 na iluminada Paris. A causa de sua morte ainda é especulada, passando de overdose e ataque cardíaco a até mesmo assassinato planejado pelo governo! Idade: 27 anos.

Como já disse lá em cima, Kurt e sua história de vida em conjunto com o Nirvana e tudo que ele representou na vida dos jovens desta época, como estilo musical, jeito de se vestir e se comportar, merece um cast inteiro. Infelizmente, ele entrou em forte depressão e em 1994 atirou com uma espingarda na própria boca acabando com a própria vida. Qual a idade? 27 anos.

O Último caso de que vou falar aqui, é o mais recente e o que está mais fresco na memória de todos. Quem não se lembra da genialidade musical e excentricidades da louca Amy Winehouse? Aquela britânica que bebia loucamente pelas ruas de Londres e quando subia no palco, Ensinava ao mundo “Eletrônico” atual, o que realmente era o “Back to the Basic”. Com uma influência nada menos do que épica ao bom Jazz e Soul, suas músicas eram instrumentalmente ótimas e vocalmente Sensacionais. A voz da pequena era de uma potência absurda, e acredito que se tivesse prestado mais atenção a carreira musical e menos as drogas e bebidas, ela seria um ícone ainda maior do que já é hoje. Sua carreira chegou ao fim em 2011, onde foi encontrada morta por consumo excessivo de álcool após um período considerável de abstinência. Essa é uma perda que ainda continuo lamentando, afinal ela se foi com apenas… 27 anos.

Fechando o clube dos 27, vemos que grandes ícones se foram cedo, e grande parte por culpa de abusos que eles mesmos cometeram. Muitos especialistas acreditam que o sucesso sobe até a cabeça e as pessoas acabam fazendo mais do que suportam, transformando até mesmo sua personalidade. “Despirocando” como minha mãe diz. Agora eu pergunto pra vocês: Isso não parece meio familiar? Quem conhecemos que esta trilhando exatamente o mesmo caminho hoje em dia? A pergunta agora é só uma: Quem é o próximo?

Sugestões e xingamentos, nos comentários a baixo!

ERIC_ASS

  • Jim Morrison tem uma voz poderosa que simplesmente não envelheceu, é moderna até hoje…

  • SENSACIONAL o post, Eric! Sou muito curiosa pra essa questão do Clube dos 27. É estranho, né? Acho que desse clubinho aí eu ligava mais pro Jimi e o Kurt. Como pessoa, odiava o Morrison, mas admito que ele tinha uma puta voz.

    Na verdade, todas as histórias de mortes e tragédias do Rock (que, aliás, são lembradas no livro “Tragedies and Mysteries of Rock ‘n’ Roll”) são curiosas. Rock e avião por exemplo, uma combinação que já fez com que a gente perdesse bandas inteiras :/

    Abração pra tu 🙂

    • Eric

      Valeu Moritz Morétz!
      Tu não faz ideia de como eu curti escrever esse post! Ir dormir ao som desses gênios é outra pegada 😀

  • Pingback: JR | AMY | Renegados Cast()