Vitrine_Postx1Fala galera, tudo bem?

Quem nunca quis que seus personagens favoritos fossem reais?

Imagine viver interagindo com os grandes ícones dos desenhos animados ou até mesmo viver como um desenho! Acho que isso já passou pela cabeça de qualquer um e é por isso que muitos artistas usam da incrível arte do cinema para tornar estas idéias realidade.

Filmes Live action com Animação, é um gênero que eu acho sensacional. Pesquisando sobre o assunto, descobri que este estilo de filme foi criado muita antes do que a gente imagina. Em 1900 (SIM, 1900!!), um curta mudo chamado The Enchanted Drawing (O Desenho Encantado, por J. Stuart Blackton) mostra um artista desenhando um rosto em um quadro e interagindo com o mesmo, bebendo e fumando…

De lá pra cá, muitos outros filmes utilizaram este recurso, mas quem tornou isso inovador primeiramente foi ninguém mais, ninguém menos do que o senhor Walt Disney, com o filme A Canção do Sul (Song of The South). Me lembro vagamente de ter visto este filme no SBT, com Uncle Remus contando a história do Coelho Quincas e a raposa. Este filme foi lançado somente em VHS, por ter sido bem polêmico nos EUA, devido as acusações de racismo (You don’t Say?!)

Pois bem, são tantos filmes que vou fazer uma lista dos principais, e é claro, os mais nostálgicos (para mim pelo menos!!).

Você já foi a Bahia (The Three Caballeros – 1945)

É, o nome em português faz parecer que a Bahia é o único lugar que o Donald visita, mas tudo bem, faz todo o sentido. Me lembro de ter pego este VHS quando era novo e vi, acho que pela primeira vez, o Zé Carioca em uma animação, além também da tentativa de mostrar a cultura de nosso país.

Nesse filme, o Pato Donald faz uma viagem maluca pela america latina no dia de seu aniversário e, em um desses presentes, Zé Carioca lhe mostra os lugares turísticos da Bahia. É lá que Donald se apaixona por Aurora Miranda (cantora irmã de Carmen Miranda) que, em live action, interage com as animações cantando “Os quindim de Ya Ya”! Tem tambéms as cenas com Panchito no México, onde Donald fica maluquinho com as mexicanas.

É um filme bem divertido, que mostra o quanto os outros personagens da Disney são melhores que o Overrated do Mickey!!

Mary Poppins – 1964

Este vale muito ser citado, até por que a história de Mary Poppins, não só do filme, mas também dos bastidores é muito interessante. No filme Saving Mr. Banks que vai estrear este ano, veremos como foi a luta de Walt Disney para conseguir os direitos desta belíssima história.

Uma babá surge para mudar a vida de uma família na Inglaterra com muitas lições bem humoradas, afinal “com um pouco de açúcar, até remédio é um prazer!“. E mais uma vez, vemos neste filme uma performance muito bacana de Mary e seu “amigo” Bert interagindo com desenhos.

Uma Cilada para Roger Rabbit (Who Framed Roger Rabbit – 1988)

O mais notável até hoje, utilizando as técnicas de live action/animação. De verdade, eu havia me esquecido o quanto esse filme é INCRÍVEL!!! Passa fácil na regra dos 15 anos. Roger Rabbit é atemporal, principalmente por que, mesmo ele sendo um filme de 1988, ele se passa na década de 40. E o fato do diretor deste filme ter conseguido colocar personagens da Warner (looney Tunes) e da Disney JUNTOS, é épico demais. Sem dúvida, dos que eu re-assisti, esse foi o melhor (desculpa, Jordan).

E um momento que tem uma interação genial é na cena do Cabaré, onde Jéssica Rabbit se apresenta e brinca com os caras que estão assistindo e babando por ela!

Mundo Proibido (Cool World – 1992)

É, ta aí mais um filme bem bacana e que também teve lugar cativo no “Cinema e Casa” do SBT. Ele foi uma tentativa de fazer o mesmo sucesso que fez Uma Cilada para Roger Rabbit, eu acho, mas não foi tanto assim. Mas uma coisa é certa, mais adulto ele é.

Uma coisa que eu não lembrava e que explodiu minha cabeça, é que este filme foi estrelado por Brad Pitt!!! Engraçado como na época nem se tinha noção do sucesso que esse cara ia fazer anos depois! Nesse filme ele é um ex-soldado do exército que sofre um grave acidente de transito o qual acaba matando sua mãe. Logo depois disso ele é levado para o Mundo dos Desenhos, e trabalha lá como detetive.

Space Jam – O Jogo do Século (1996)

Michael Jordan… Sim, até hoje este cara é o maior atleta da história. Um orgulho até pra quem não gosta de basquete! E em uma de suas paradas na carreira, ele decidiu jogar baseball, praticar um pouco de golf nas horas vagas e o mais importante, salvar o mundo dos Looney Tunes de um monstro mafioso do espaço!!

Nos anos 90 eu acho que esse foi um dos filmes que mais marcou minha infância, pois me fez gostar de basquete. Space Jam faz uma brincadeira com a aposentadoria de Michael (que deixou os fãs alucinados) e seu breve regresso. Vi de novo e não achei ruim. Jordan até que se saiu bem interagindo com desenhos! Engraçado era ver Charles Barkley, Patrick Ewing e os outros feras da época tentando fingir que estavam sem talento.

Ah, e dizem que uma sequência com Lebrom James está por vir! rsrs

Looney Tunes: De volta a Ação (Looney Tunes: Back in Action – 2002)

É, sinceramente não tenho muito o que dizer sobre esse. Os Looney Tunes estão de volta e dessa vez com o Brendan Fraser. O Patolino sai da Warner por cansar de ser só um coadjuvante do Pernalonga. Então, ele ve a chance de ser um herói quando começa a ajudar um segurança do estúdio, que descobre que seu pai, um ator famoso, também é um agente secreto e está em uma super missão atrás de um diamante chamado Macaco Azul.

Por este filme ser recente, eu acho que a empolgação não foi a mesma dos outros anteriores. Achei bacana ver novamente atores interagindo com cartoons, mas ele não supera Space Jam e muito menos Roger Rabbit!

Esse foi o último filme do gênero que eu vi!

E é isso pessoal, esta é a lista com os principais filmes, na minha opinião, que marcaram este estilo Live Action/Animação no cinema.

Aqui tem uma lista XICANTE, de filmes deste estilo que foram feitos durante todos estes anos. Claro que também são listados os filmes com personagens 3D, como Gasparzinho, Garfield e os mais recentes como Alvin e os Esquilos e também Smurfs! Mas o divertido mesmo é ver os clássicos Cartoons nas telonas.

Vou deixar só um último vídeo. É de um musical de 1945 chamado Marujos do Amor (Anchors Aweigh). Neste filme, o astro dançarino Gene Kelly faz uma cena dançando com o rato Jerry. Anos depois, em Uma família da pesada, eles trazem esta cena de volta mas dessa vez com Stewie dançando.

Espero que tenham gostado e, por favor, comentem a respeito! =)

Muito obrigado e #AVANTERENEGADOS!

ASS

Sigam o Digão no twitter: @Digao_renegados

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSR #64 | ELA
Próximo artigoER | 12 ANOS DE ESCRAVIDÃO
  • Mike

    Digão.. muito foda a coluna.

    Pra mim Space Jam é o mais foda de todos.. seguido pelo Roger Rabbit!!!!

    Abs

  • SPACE JAM MELHOR FILME ♥

  • Ótima coluna, lembro da gente na casa da Miho falando desse assunto e rindo lembrando do quão ruim eram as atuações dos astros do Basket fingindo que perdiam o talento rsrs … Space Jam é um filme que eu assisto até hoje quando passa nas noites do SBT sou muito, muito fã do Jordan o cara é inspirador! (Uma continuação com LeBron não terá o mesmo brilho).
    Uma cilada para Roger Rabbit faz tempo que não assisto, mas agora to morrendo de vontade, e essa dancinha do Stewie eu já tinha visto no FX mas não sabia que a primeira versão tinha o Jerry rsrs
    Por ultimo acho que vale aqui no meu comentário a citação de um Live Action/Animação de péssima qualidade, As Aventuras de Alceu e Dentinho com Robert De Niro em uma das piores atuações da sua vida, e passando vergonha ao tentar recriar a situação “You Talking to Me?” Que eternizou Taxi Driver.

  • Digão

    Hehe, Valew gente!

    Pois é Bruno, esse assunto tinha que render uma coluna… E foi muito bom assistir tudo isso de novo! Também sou um grande fã do Jordan, mas rever todos os filmes me fez ver q Roger Rabbit é o mais maneiro! hehe

    E mesmo sendo fã também do Lebron James, não acho q esse novo Space Jam vai ser tão bom quanto o primeiro!

    E CARACA, Alceu e Dentinho é zuado hein! hahahahaha

  • O Space Jam é épico, mas “Uma cilada para Roger Rabbit” é supremo u_u.